BRINCAR NO ESPAÇO DE JOGO E RECREIO ESCOLAR: ENTRE A (IN)SEGURANÇA E O RISCO

03 dezembro 2016
(0 votos)
Author :   Amália Rebolo Marques
Citar ARTIGO: Marques, A. 2014. Brincar no espaço de jogo e recreio escolar: entre a (in)segurança e o risco. Revista Segurança Comportamental, 9, 8-10 Amália Rebolo Marques | Mestre em Desenvolvimento da Criança. Doutora em Motricidade Humana. Docente em Motricidade Humana e Educação Básica.

Um envolvimento seguro na utilização do espaço de jogo e recreio (EJR) escolar não corresponde a um envolvimento onde exista ausência de total risco. Para a arquitectura escolar torna-se essencial perceber como as crianças e jovens percebem e usam o EJR reconhecendo a necessidade, de arriscar para fazer diferente. É fundamental na fase do projeto, caraterizar os eventos indesejáveis para identificar os perigos, avaliar e determinar o “risco aceitável”.

Pay to read more
  • RISCO: UMA ABORDAGEM ALTERNATIVA DA TEORIA SOCIAL

    RISCO: UMA ABORDAGEM ALTERNATIVA DA TEORIA SOCIAL

    A definição de risco apresenta oscilações mediante os diversos contextos sociais. Apesar das diferenças, parece existir um entendimento sobre a distinção entre possibilidade e realidade. Qualquer análise de riscos é sempre parcial e subjetiva, assim, nunca sabemos com rigor se uma análise de riscos é fiável o suficiente. A visão estritamente probabilística tende a não contemplar as abordagens e dimensões sociais do risco. A inclusão das dimensões sociais e das perceções de riscos nas avaliações de riscos constitui um avanço metodológico, que atualmente interliga as dimensões técnica-quantitativa e social-qualitativa.

    Pay to read more

  • PROMOÇÃO DA SEGURANÇA INTERPESSOAL EM MEIO ESCOLAR

    PROMOÇÃO DA SEGURANÇA INTERPESSOAL EM MEIO ESCOLAR

    A existência de grupos distintos com diferentes tipos de envolvimento em actos violentos na escola. A influência das variáveis idade, género, região do país e até de cada escola faz a diferença! 

    Pay to read more
  • OS PROFESSORES FACE AO BULLYING: MEROS OBSERVADORES OU INTERVENIENTES ACTIVOS?

    OS PROFESSORES FACE AO BULLYING: MEROS OBSERVADORES OU INTERVENIENTES ACTIVOS?

    Os professores deverão adoptar comportamentos ajustados à escola «dita inclusiva», uma vez que esta poderá ter o papel de filtro social do fenómeno bullying – mas…faltam recursos humanos!

    Pay to read more

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…