Edição 9

As crianças são o futuro da sociedade. Por natureza são curiosas e gostam de tocar e experimentar tudo o que as rodeia, sem terem noção dos perigos e dos riscos. Cabe aos adultos protegê-las e ensiná-las!

Pay to read more

Um envolvimento seguro na utilização do espaço de jogo e recreio (EJR) escolar não corresponde a um envolvimento onde exista ausência de total risco. Para a arquitectura escolar torna-se essencial perceber como as crianças e jovens percebem e usam o EJR reconhecendo a necessidade, de arriscar para fazer diferente. É fundamental na fase do projeto, caraterizar os eventos indesejáveis para identificar os perigos, avaliar e determinar o “risco aceitável”.

Pay to read more

Os call centres enquadram-se no setor de serviços que veio dominar as economias desenvolvidas, empregando licenciados bastante mal pagos. Para além da pobreza material estes espaços representam também falhanço social. O desrespeito pela condição humana e laboral do trabalhador pode conduzir a doenças. A solução deverá passar por criação de organizações internas dos próprios trabalhadores, com o objetivo de lutarem por aquilo que têm direito.

Pay to read more

Nas atividades de risco elevado, a segurança assume obrigatoriamente um lugar cimeiro, sendo que as entidades empregadoras deverão proporcionar aos trabalhadores expostos conhecimento técnico de vanguarda, no sentido de estes conhecer bem os perigos e os riscos da sua atividade. A empresa deve fomentar a disciplina e o rigor no cumprimento dos procedimentos de trabalho, uma vez que as brincadeiras são também causas dos acidentes de trabalho, neste setor.

Pay to read more

A investigação e análise de incidentes de trabalho deve chegar às causas raiz, para que as ações de prevenção sejam certeiras. Assim, os métodos a utilizar devem ser simples mas potentes. Este artigo vai ao encontro da complementaridade entre o diagrama de Ishikawa e a análise why-why, passando pela técnica de brainstorming.
Apresenta-se um caso prático do setor da logística, onde as causas imediatas apontavam para falha humana, mas as causas raiz vieram provar ser falhas da organização/gestão.

Pay to read more

A psicodinâmica do trabalho tem contribuído para compreender as respetivas consequências, associadas às novas formas de organização do trabalho, particularmente aquelas que estão relacionadas com descompensações mentais ou psicossociais, onde podemos incluir o suicídio e a morte do trabalhador. É sem dúvida um dos grandes dramas do mundo do trabalho contemporâneo!

Pay to read more

O Desenvolvimento de um exercício de emergência, é a etapa fulcral do planeamento e determinante na Concepção de exercícios. A fase de Desenvolvimento poderá ser composta por oito passos, que devem ser planeados e executados de forma rigorosa, nomeadamente os quatro primeiros. O comportamento das pessoas em treino depende de múltiplos factores, da qualidade do Planeamento, das cinco etapas da Concepção e da qualidade da Equipa de Condução.

Pay to read more

A percepção humana influencia a prevenção de acidentes de trabalho e ocorrência de comportamentos seguros, já que é este fator que faz a diferença entre o risco percebido e o risco real. Também os resultados das observações comportamentais poderão ser influenciados pelas diferentes percepções dos observadores, uma vez que os mesmos são indivíduos sociais. Para reduzir esta influência sugere-se o aumento da frequência e a inclusão da visão de outros observadores.

Pay to read more
Pág. 1 de 2

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…