Edição 10

Quando as organizações fixam para si o objetivo de atingir os “zero acidentes”, têm que contemplar no sistema de gestão de segurança, a cultura nacional, organizacional e de segurança. Neste artigo é apresentado um modelo conceptual, a partir do modelo de cultura nacional de Hofsted (1991), do modelo de reciprocidade de cultura de segurança de Cooper (2002), tendo-se cruzado as dimensões da cultura nacional com as dimensões da cultura de segurança. Será necessário testar empiricamente o modelo.A metodologia utilizada para a realização das avaliações psicossociais tem caráter interdisciplinar. É uma tentativa de identificar sintomas presentes ou latentes de transtornos mentais e comportamentais com base no referencial teórico-científico do psicólogo, em âmbito de contexto de vida do trabalhador, fora e dentro da empresa. É aplicada a trabalhadores que atuam em espaços confinados e trabalhos em altura.

Pay to read more

A nova norma ISO 45001, sobre a gestão da segurança e saúde no trabalho, aproxima-se mais ao fator humano e aos programas BBS (Behavior Based Safety). Os novos conceitos da ISO 45001, como por exemplo o “contexto da organização”, “necessidades e expetativas das partes interessadas”, “liderança e compromisso”, “riscos e oportunidades” podem atingir a eficácia, característica intrínseca à norma, assim como, a eficiência, através da integração de um programa BBS.

Pay to read more

A metodologia apresentada é aplicada à gestão dos indicadores de Segurança do Trabalho, como objetivo difundir a cultura de produção segura, onde segurança e produtividade caminham juntas. A ferramenta descrita trata-se de um projeto piloto, numa Indústria de Papel e Celulose. Ocorre o aumento da participação de pessoas dos níveis hierárquicos inferiores, devido à aproximação com os processos e atividades.

Pay to read more

O modelo de processos preventivos e ações educativas tem que ser revisado. Há que revisar nossos modelos de capacitação e treinamento dentro das empresas, sob pena de serem realizados altos investimentos em ações sem que seja gerada mudança de consciência e comportamento. Os aprendizes como “receptores” passivos à informação estão em franca decadência. O ser humano atual é hiper-estimulado, com livre acesso à informação, mais exigente quanto ao tipo de estímulo que recebe, mais crítico à cerca do que lê e ouve, bastante desatento e disperso. Este paradigma não se muda de um dia para a noite.

Pay to read more

Pág. 2 de 2

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…