A fadiga é um aspeto que tende a ser menosprezado, uma vez que a sua conceptualização é de grande complexidade e de uma enorme subjetividade. Cabe ao próprio condutor tirar as devidas ilações do seu estado de cansaço e aferir se, efetivamente se encontra ou não em condições de iniciar ou prosseguir uma viagem. Por enquanto, ainda não existem equipamentos de fiscalização em utilização pelas forças de segurança capazes de diagnosticar o estado de fadiga de um condutor. O presente artigo centra-se, essencialmente, numa visão ampla do estado de sinistralidade rodoviária mundial e nacional, alertando para os vários perigos inerentes à condução, definindo e conceptualizando o conceito relativo a fadiga e elencando uma série de medidas preventivas a tomar por forma a não se incorrer no risco de condução sob efeito da fadiga.

Pay to read more

Na gestão do risco do sistema rodoviário, as medidas que apontam para a redução do risco podem ser desenvolvidas nas áreas da engenharia e do comportamento humano.

Pay to read more

A adopção de comportamentos de risco é transversal às classes etárias, embora perante a variável género as diferenças já se verificam.

Pay to read more

O comportamento humano assume um lugar de destaque no combate à sinistralidade rodoviária. Investimento em formação, sensibilização, e também em fiscalização podem ser parte da resposta para cumprimento das metas traçadas pela União Europeia.

Pay to read more

O comportamento é considerado um dos pilares a ser incorporado na gestão da segurança rodoviária 2011-2020!

Pay to read more

Diretiva n.º 2011/82/EU encontra-se em fase de transposição para os ordenamentos internos dos estados-membros da EU. Foram identificados os comportamentos alvos para a segurança rodoviária no espaço da EU. A vertente segura desses comportamentos será promovida e a vertente de risco será sancionada, tendo em conta que o mesmo condutor terá a mesma sanção independentemente do país onde conduzir.

Pay to read more

SUMÁRIO 4
TRABALHO
INDÚSTRIA - SECTOR ELÉCTRICO | 4
Mudança cultural baseada no comportamento de segurança: uma experiência no sector eléctrico brasileiro
José Luiz Alves, Luiz de Miranda Junior
INDÚSTRIA - EMERGÊNCIA | 8
Emergência na indústria
Carlos Dias Ferreira
INDÚSTRIA - SECTOR METALOMECÂNICO | 12
Maturidade de segurança na indústria de metalomecânica: dados de um estudo de caso
Hernâni Veloso Neto
OUTROS - SECTOR BANCÁRIO | 16
Assédio moral no local de trabalho: o sector bancário português
Ana Teresa Verdasca

GRANDE ENTREVISTA (Acesso gratuito)
Grande Entrevista com IWAN BRUNNER | 22
Director-Geral da SCHINDLER Portugal

SOCIEDADE
FAMÍLIA | 19
A violência doméstica: reflexão para uma intervenção
Elsa Montoya
ESCOLA | 26
Um olhar sobre a violência na escola: revisitando o fenómeno do Bullying
Paula Paulino
SAÚDE PÚBLICA | 28
Ansiedade e depressões tendem a aumentar nos desempregados com mais de 50 anos
Rita Borges das Neves
ESTRADA | 30
O contributo do comportamento para a segurança rodoviária
Diogo Júdice, Luís Farinha

CONSIDERAÇÕES TEÓRICO-PRÁTICAS
EM PORTUGAL, A SEGURANÇA NO LOCAL DE TRABALHO É RELEGADA PARA SEGUNDO PLANO PELAS PRESSÕES DE NEGÓCIO, SEGUNDO ESTUDO DA DUPONT SUSTAINABLE SOLUTIONS | 32
Caroline Pajot
DIÁLOGOS COMPORTAMENTAIS (DIÁRIOS) DE SEGURANÇA (DCDS) | 34
Natividade Gomes Augusto, José Luiz Alves
O VISÍVEL E O INVISÍVEL NA TEMÁTICA DOS ACIDENTES DE TRABALHO | 36
João Areosa
NOVOS RISCOS SOCIAIS, VELHAS DISCUSSÕES: CAMINHANDO PARA UMA «DEMOCRACIA TÉCNICA» DA AVALIAÇÃO E PERCEPÇÃO DE RISCO | 40
Rui Gaspar, Teresa Costa, José Palma-Oliveira
PERCEPÇÃO DE SAÚDE E BEM-ESTAR NUMA AMOSTRA PORTUGUESA: APRESENTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE INTERVENÇÃO EM RISCOS PSICOSSOCIAIS | 42
Ludovina Azevedo, Cecília Loureiro, Daniela Sousa, João Paulo Pereira, Maria João Pereira, Cátia Oliveira, Joaquim Almeida

BREVES | 45

Pay to read more

SUMÁRIO 3
TRABALHO
CONSTRUÇÃO | 4
Gerir comportamentos para melhorar a segurança
Abel Pinto e Ana Cristina Martins
INDÚSTRIA | 8
Como reduzir a sinistralidade no trabalho numa agro-indústria? O exemplo de um caso real
César Augusto
SAÚDE | 12
Stress, Burnout e desordens emocionais em profissionais de saúde de oncologia
João Paulo Pereira, Joana Rodrigues, Maria João Cunha e Santiago Gascon
OUTROS SECTORES | 16
Ser bombeiro: implicações para a sua saúde
Dália Marcelino

GRANDE ENTREVISTA (Acesso gratuito)
Grande Entrevista com JOSÉ LUIS FORTE | 21
Inspector-Geral da Autoridade para as Condições de Trabalho

SOCIEDADE
FAMÍLIA | 19
A internet e a criança!
Paulo Zenida
ESCOLA | 26
Os ambientes virtuais de aprendizagem colaborativa na promoção da prevenção e segurança em contexto educativo
Orlando Queirós
SAÚDE | 28
A gripe sazonal: breve revisão sobre as causas, formas de transmissão, métodos para evitar o contágio e peso social da doença
Luís Mendonça Galaio e Ema Sacadura Leite
AMBIENTE | 30
Produção, segurança e ambiente
Paulo Granjo
ESTRADA | 32
O novo plano europeu de segurança rodoviária
Luís Miguel Pereira Farinha

CONSIDERAÇÕES TEÓRICO-PRÁTICAS
PREVENÇÃO DE RISCOS PSICOSSOCIAIS NO TRABALHO: COMPORTAMENTO E COMPETÊNCIAS DOS GESTORES | 34
João Aguiar Coelho
STRESS E IMUNIDADE: UMA VISÃO HOLÍSTICA PARA O INDIVÍDUO | 37
Ema Sacadura Leite, António de Sousa Uva e Luís Mendonça Galaio
A IMPORTÂNCIA DO GRUPO PARA O BEM-ESTAR NO TRABALHO: UM ESTUDO COM POLÍCIAS | 40
Sónia P. Gonçalves
INFLUÊNCIAS DAS CRENÇAS E ATITUDES RODOVIÁRIAS ENQUANTO DETERMINANTES DA SINISTRALIDADE | 42
António Surrador, Soraia Jamal, Petra Marques, Maria José Fonseca e Daniela Freixo

BREVES | 45

Pay to read more
Pág. 1 de 2

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…