Acidentes e Quase-Acidentes - Investigação e Análise (5ª ed.)

(0 votos)

Hotel Holiday Inn Continental | Lisboa | Portugal 
17 a 18 de outubro de 2019 | 9H30 às 17H30 | 14 horas

ENQUADRAMENTO
A sinistralidade laboral é uma das principais preocupações em segurança e saúde no trabalho. As lesões por acidentes de trabalho causam um impacto negativo tanto nos trabalhadores como também nas empresas, repercutindo-se tanto em custos diretos como indiretos, embora, assumam também um aspeto positivo: aprendizagem organizacional. Fazer uma boa gestão dos quase-acidentes é também um desafio para as entidades gestoras, mas bastante potencializadora para elevar a eficiência do sistema de gestão de segurança.

OBJETIVOS
Conhecer a terminologia mais importante na gestão dos acidentes de trabalho;
Reconhecer a importância dos fatores humanos na gestão dos acidentes de trabalho;
Saber desenvolver um procedimento e documentos de suporte para a gestão de acidentes e incidentes de trabalho;
Enunciar metodologias e técnicas de análise e investigação de acidentes de trabalho, nomeadamente as que chegam às causas raíz;
Integrar os modelos de investigação e análise de falhas humanas;
Identificar barreiras preventivas e corretivas, do tipo organizacionais e comportamentais.

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
Capitulo I – Processo de gestão de acidentes e incidentes de trabalho
Procedimento de gestão de incidente de trabalho
Kit de análise e investigação
Guião de entrevista
Lista de verificação
Capitulo II – Investigação e recolha de dados
Ações iniciais
Equipa de investigação e realização do plano
Descrição detalhada segundo o método 5Ws e 1H
Fazer uma simulação ou reconstrução da ocorrência
Elaborar a Time Line;
Desenho/ esquematização da operação
Capitulo III – Entrevistas
Procedimento de entrevistas
Comunicação não verbal
Técnicas de escuta ativa
Técnicas de diálogos preventivos de segurança
Capitulo IV – Análise de incidentes de trabalho
Causas / Factores contribuintes
Diagrama de Ishikawa – 6M
Arvore dos 5 porquês estendido para why why because logical analysis
FTA – Failure Tree Analysis
Capitulo III – Barreiras preventivas e corretivas
Barreiras de engenharia e organizacionais
Comunicação: Key Learnings
Acompanhamento da implementação das medidas no sistema de gestão

DESTINATÁRIOS
Responsáveis pela área da segurança no trabalho, designadamente técnicos de segurança, coordenadores de segurança, responsáveis pelos recursos humanos, representantes dos trabalhadores, trabalhadores com responsabilidades de segurança e ainda, advogados, auditores, formadores e consultores. Todos os interessados em aprofundar o seu conhecimento neste tema.

MÉTODOS DE EXPOSIÇÃO
Utilizar-se-á de uma forma muito breve o método expositivo – interrogativo. Recorrer-se-á sobretudo aos métodos Ativos – Participativos através de casos reais.

FACILITADOR/FORMADOR

  Celestino Martins: licenciado em Ciência Sociais, área vocacional de Psicologia Social pela UAb. Mestre em Segurança e Higiene no Trabalho na ESCE/IPS. Desempenhou a função de coordenador de saúde ocupacional e segurança nas empresas portuguesas de betão pronto do Grupo CIMPOR, onde aplicou um programa de segurança comportamental. Perito em técnicas de investigação e análise de acidentes de trabalho.

 

+ informações sobre o LOCAL

+ informações sobre a INSCRIÇÃO

 

ORGANIZAÇÃO

 

 

PARCEIROS

 

https://europa.eu

 

 ww.osha.europa.eu/pt

 

www.act.pt

 

www.pro-ativo.com

 

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…