Previna ocorrências com a Andragogia! As empresas têm crianças a trabalhar? Então, porque utiliza a Pedagogia?

28 fevereiro 2019
(0 votos)
Author :  

As empresas têm crianças a trabalhar?
Então, porque utiliza a Pedagogia?
Venha conhecer a Andragogia!
Previna Ocorrências!

FACILITADORES/FORMADORES: APRENDIZAGEM DE ADULTOS
CASOS GENERALISTAS E DE SEGURANÇA
Holiday Inn Lisbon-Continental | Lisboa
15 e 16 de maio de 2019 | 9H30 às 17H30 | 14 horas

Aplique e comprove nas suas formações a influência destas técnicas na consciência dos trabalhadores, especificamente na consciência de segurança!
Os grandes avanços verificados, nos últimos anos, nas ciências da formação demonstram que o termo andragogia é uma das vias de melhoria da qualidade das práticas formativas. No entanto, a andragogia continua a ser praticamente desconhecida, e até ignorada, pela maioria dos intervenientes e atores nos processos de formação. Continua-se a dar formação a adultos segundo o método utilizado em crianças, com base na pedagogia. É preciso mudar! É preciso perceber, potencializar, ativar e focar a “matéria-prima” que existe na sala de formação, sendo esta “os participantes”, para poder haver aprendizagem efetiva, desenvolvimento, mudança e inovação nas organizações. Potencialize os recursos humanos e financeiros investidos nas ações de formação, através da andragogia.

“(…) refere Natividade Augusto (2012) que nos contextos empresariais não se encontram crianças a trabalhar. Os trabalhadores são pessoas adultas, com grau de autonomia sobre a sua própria vida, e que carregam consigo uma mala de conhecimento e experiência adquirido ao longo de suas trajetórias de vida.”
Andrade, N. 2014. Os desafios da andragogia. Revista SC, 9, 40-41.
Peça-nos este artigo GRATUITAMENTE!
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Mais informações AQUI

  • FATORES HUMANOS NAS INVESTIGAÇÕES DE ACIDENTES. O modelo ABC e ABC reverso é usado para identificar comportamentos inadequados e propor soluções em investigações

    FATORES HUMANOS NAS INVESTIGAÇÕES DE ACIDENTES. O modelo ABC e ABC reverso é usado para identificar comportamentos inadequados e propor soluções em investigações

    Após um acidente existem muito esforço para determinar as causas raiz e recomendações respetivas, no entanto, não é raro que a ocorrência se repita. O drama se torna real quando precisamos escolher as recomendações, pois cada uma deve contribuir com sua “parcela de probabilidade”. Se não analisarmos profundamente o desvio comportamental, o tipo de erro cometido e sobretudo os fatores humanos envolvidos, a chance de sucesso é muito pequena. Este artigo contém uma sugestão de um método de análise, por abordar profundamente os fatores humanos envolvidos. São apresentados alguns conceitos e definições importantes que são fundamentais para a metodologia: erros internos e externos, fatores humanos e o modelo ABC e ABC reverso.

    Pay to read more

  • SUSTENTAÇÃO DA METODOLOGIA 6S  ATRAVÉS DOS PRINCÍPIOS BBS: 6S (1-Separar; 2-Simplificar; 3-Salubrificar; 4-Sistematizar; 5-Sustentar E 6-SEGURANÇA) BBS (Behavior Based Safety)

    SUSTENTAÇÃO DA METODOLOGIA 6S ATRAVÉS DOS PRINCÍPIOS BBS: 6S (1-Separar; 2-Simplificar; 3-Salubrificar; 4-Sistematizar; 5-Sustentar E 6-SEGURANÇA) BBS (Behavior Based Safety)

    A metodologia 6S é uma abordagem sistemática de organização do trabalho e de goodhousekeeping é aplicada à produção de produtos e serviços de qualidade, sempre de forma segura. Para potencializar os resultados da metodologia 6S é obrigatório que haja a integração dos conceitos, princípios e ferramentas BBS. Foca primeiramente as condições e organização de trabalho e numa etapa seguinte o fator humano. Para cada regra deve haver pelos menos um comportamento alvo definido, no entanto, a quantidade de comportamentos alvo a monitorizar deve ser bem menor do que a quantidade de regras a implementar. O sistema de informação, comunicação, instrução e coaching deve acompanhar a implementação destas metodologias.

    Pay to read more

  • INVESTIGAÇÃO E ANÁLISE DE ACIDENTES: A ATRIBUIÇÃO CAUSAL E AS SUAS CONSEQUÊNCIAS

    INVESTIGAÇÃO E ANÁLISE DE ACIDENTES: A ATRIBUIÇÃO CAUSAL E AS SUAS CONSEQUÊNCIAS

    Este estudo tem como objetivo geral ajudar a desenvolver uma metodologia de análise de acidentes comum e rigorosa, que possa ser usada pelos técnicos de segurança, de forma a poder encontrar as causas raízes reais dessas ocorrências indesejáveis. Foi possível observar que não existe uma visão clara e consistente na utilização dos modelos teóricos de análise de acidentes, por parte dos técnicos de segurança no trabalho. Os modelos sistémico e epidemiológico parecem ser os modelos de análise de acidente, que colocam as questões mais importantes para responder de forma mais adequada às análises dos acidentes.

    Pay to read more

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…