SC EDIÇÃO 9

12 abril 2017
(0 votos)
Author :   Vários
Preço:6,90 (Papel); 5,00 (Digital) | 2014. Revista Segurança Comportamental, 9, 1-48 Capa: JULIANA BLEY | Psicóloga. Autora do livro “Comportamento Seguro”.

SUMÁRIO 9

05 | SOCIEDADE
06 |FAMÍLIA
Comportamentos de prevenção: acidentes em casa com bebés e crianças
Sónia P. Gonçalves
08 | ESCOLA
Brincar no espaço de jogo e recreio escolar: entre a (in)segurança e o risco
Amália Rebolo Marques

12 | TRABALHO
13 | SETOR CALL CENTRES
Riscos psicossociais em call centres
Isabel Maria Bonito Roque
16 | SETOR ELÉTRICO
Promover a consciêncialização em riscos elétricos
Elias do Nascimentos Melo Filho
18 | SETOR LOGÍSTICO
As causas raiz na investigação e análise de incidentes de trabalho
César Petrónio Augusto

20 | GRANDE ENTREVISTA (acesso gratuito)
Juliana Bley

28 | CONSIDERAÇÕES TEÓRICO-PRÁTICAS
29 | GESTÃO DA EMERGÊNCIA - Desenvolvimento de exercícios
José Goulão Marques
34 | PSICODINÂMICA DO TRABALHO
João Areosa & Paulo Marques Alves
38 | PERCEPÇÃO HUMANA E PREVENÇÃO DE ACIDENTES DE TRABALHO: CONTRIBUIÇÕES PSICOLÓGICAS
Débora Brandalise Bueno
40 | OS DESAFIOS DA ANDRAGOGIA
Nuno Queiroz de Andrade

42 | NOTICIAS BREVES

 

 

  • PROGRAMA

    PROGRAMA

    WSSC#8.2021.On-Line _ WORKSHOP SEGURANÇA E SAÚDE COMPORTAMENTAL
    DISCIPLINA, ADAPTAÇÃO E RESILIÊNCIA
    12 de outubro de 2021
    Presença de Portugal, Brasil, Cabo-Verde e Angola

  • RISCOS PSICOSSOCIAIS: ESTUDO DE CASO NO SETOR DA CONSTRUÇÃO

    RISCOS PSICOSSOCIAIS: ESTUDO DE CASO NO SETOR DA CONSTRUÇÃO

    Os riscos psicossociais relacionados com o trabalho são uma das grandes ameaças para a saúde e segurança dos trabalhadores nos dias de hoje. Foi realizado um estudo empírico numa empresa de construção civil e obras públicas, utilizando o método FPSICO. Este setor é caracterizado por alto índice de instabilidade, alta rotatividade, elevado grau de flexibilidade, precárias condições de trabalho, pressões de trabalho com prazos apertados, horários alargados, deslocações da sua residência habitual, entre outros. Os resultados apontam que os fatores de exposição muito elevada são: carga de trabalho, participação/supervisão e relações de apoio, e, suporte social. Os fatores que apresentaram melhores resultados ao nível da exposição são: tempo de trabalho, autonomia, exigências psicológicas, e, variedade e conteúdo. As medidas preventivas apresentadas são no âmbito da “gestão de topo” e no âmbito “organizacional”.

  • UTILIZAÇÃO EXCESSIVA DO SMARTPHONE: IMPLICAÇÕES PARA OS INDIVÍDUOS PELA NÃO RECUPERAÇÃO

    UTILIZAÇÃO EXCESSIVA DO SMARTPHONE: IMPLICAÇÕES PARA OS INDIVÍDUOS PELA NÃO RECUPERAÇÃO

    Os smartphones são atualmente equipamentos que fazem parte do nosso dia-a-dia. A sua utilização está generalizada a nível global com valores de penetração no mercado superiores a 90%. Apesar de algumas vantagens, há também desvantagens associadas a riscos para a saúde, incluindo situações de ansiedade, depressão, isolamento e burnout; riscos ao nível interpessoal como o aumento de isolamento e conflitos familiares, entre outros. Em termos de recuperação não há receitas, cada pessoa deve identificar de que forma pode recuperar e agir de acordo com essa análise.

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…