DIÁLOGOS COMPORTAMENTAIS (DIÁRIOS) DE SEGURANÇA (DCDS *)

30 abril 2017
(1 Vote)
Author :   Natividade Gomes Augusto & José Luiz Alves
Citar ARTIGO: Gomes Augusto, N., Alves, J. 2011. Diálogos Comportamentais (Diários) de Segurança (DCDS *). Revista Segurança Comportamental, 4, 34-35 Natividade Gomes Augusto | Socióloga. Pós-graduada em segurança, higiene e saúde no trabalho. Diretora Executiva da PROATIVO, Instituto Português; José Luiz Lopes Alves. Engenheiro | Doutorado em Engenharia. Consultor Principal na DNV – Det Norske Veritas

Os DCDS`s são uma ferramenta educativa que procura aumentar as capacidades dos trabalhadores face à segurança e saúde. A aplicação na prática desta ferramenta deverá ser planeada de forma estruturada e concertada com o programa de segurança e saúde comportamental. Apresentamos quatro passos básicos para que a sua concretização seja eficaz e eficiente: - Caracterização do público; - Definição do objectivo; - Escolha de métodos e técnicas, e por último; - Escolha do tema.

Fases do programa de segurança e saúde comportamental
A nossa proposta para a concepção e implementação do programa de segurança e saúde comportamental, nas empresas, passa por duas fases:
1) a primeira diz respeito à fotografia da realidade laboral, ou seja, a caracterização do estado actual da empresa. Este diagnóstico é constituído pela caracterização do sistema de gestão de segurança e saúde, apontando os seus pontos fortes, os pontos fracos, oportunidades e ameaças; e também pela análise da cultura de saúde e segurança da empresa. Survey, grupos focais, entrevistas e observação directa, são as ferramentas tradicionais utilizadas.
2) a segunda fase é referente ao plano de acção, que deve ser concertado e interligado com a primeira fase. Este plano de acção encontra-se subdividido também em várias fases, sendo necessário definir primeiramente as competências a desenvolver para a identificação de perigos e avaliação de riscos; de seguida a selecção das ferramentas necessárias para o desenvolvimento dessas competências e por ultimo a monitorização dos resultados.

Diálogos comportamentais (diários) de segurança (DCDS)
Muitos temas poderiam ser abordados, mas pelo facto de a dinâmica do programa de segurança e saúde comportamental ser o diálogo comportamental e não uma simples observação e muito menos uma auditoria, optamos por vos falar da ferramenta “Diálogos Comportamentais Diários de Segurança”.
Os Diálogos Comportamentais Diários de Segurança (DCDS) são uma ferramenta educativa que procura consciencializar sobre os perigos e riscos presentes nas actividades laborais, através de troca de informações entre as pessoas que compõe as equipas de trabalho. O DCDS consiste numa conversa estruturada, entre duas pessoas ou em grupo, sobre assuntos que dizem respeito à prevenção. A finalidade do DCDS é elevar o nível de informações dos trabalhadores a respeito dos perigos e riscos da sua actividade e sobre formas de reduzir a probabilidade de acontecerem lesões leves ou graves. Por outras palavras, aumentar a competência sobre os riscos.
A concepção e implementação dos Diálogos Comportamentais Diários de Segurança – DCDS – devem seguir quatro passos básicos:
1) Definição da tarefa ou trabalho que será alvo do diálogo comportamental: mais importante do que definir o tema sobre o qual será trabalhado o DCDS, é conhecer as características do trabalho e dos riscos do local. O DCDS pode servir muito bem para os “DDS - Diálogo Diários de Segurança”, como são conhecidos. Os diálogos comportamentais podem ser usados para aumentar o sucesso dos diálogos diários, por meio da metodologia usada para a conversação. O mesmo tema pode ser trabalhado de formas diferentes, dependendo das características do público presente num determinado contexto. É um erro do programa se não tivermos em conta as características do grupo de trabalho onde será realizado um DCDS, e isso pode comprometer todo o trabalho, pois o condutor perde a oportunidade de criar uma identificação do público com o tema, de dar sentido ao assunto que será trabalhado. Como verificamos num dos princípios básicos do programa, a aprendizagem é educativa e deve ser conseguida através de troca de experiências, só assim os adultos retêm maior percentagem de informação.
2) Definição do objectivo: a definição do objectivo do DCDS é um estabelecimento de meta. Onde se pretende chegar com ele? Será de todo impossível um DCDS ser realizado de forma eficaz e eficiente, em 10 ou 15 minutos, se não houver uma meta traçada. O objectivo de aprendizagem deve estar claro para poder ser alcançável.
3) Definição de métodos e técnicas: depois de definir o objectivo é importante que o condutor ou facilitador se foque em saber como vai gerar e gerir a conversação dentro do DCDS. O método mais frequentemente encontrado nos DCDS é a leitura em voz alta de um pequeno texto ou somente uma frase, e de seguida o facilitador educativo deverá promover a participação de todos os elementos individualmente, assim como, a interacção grupal, e destes com o contexto. Deve utilizar os últimos minutos para a conclusão da ideia inicial, deixando em aberto para exposição de ideias do grupo.
4) Temas: durante o diálogo comportamental são tratados os activadores e antecedentes (Skinner, 1953), ou seja, as razões que levaram ao comportamento de risco. O tema deve ser escolhido não com base no que o facilitador quer transmitir, mas sim com base nas necessidades de aprendizagem dos participantes dos DCDS’s. Considerando sempre as características do grupo, procure temas actuais ou assuntos que a empresa queira ver melhorados. Pode também trabalhar “safety of job” porque o trabalhador também é indivíduo social, use acontecimentos do dia-a-dia da equipa como algo ocorrido com familiares, no trânsito ou factos importantes divulgados pela imprensa, no passado recente.
Os DCDS`s deverão ser implementados no âmbito do sistema de gestão de saúde e segurança da empresa, e os seus resultados deverão ser comunicados aos trabalhadores, sendo estes registados no sistema de acompanhamento e analisados periodicamente com vistas à aplicação de medidas de correcção e promoção de comportamentos seguros e saudáveis. Devemos alertar para a análise desta ferramenta não ser somente quantitativa, mas também qualitativa.
O objectivo final do programa comportamental de segurança e saúde, e de todas as suas ferramentas, é o de construir uma cultura de segurança onde cada trabalhador tenha capacidade de cuidar de si, de cuidar dos colegas da equipa e de permitir que estes cuidem também de si.

Conclusão
Os DDS (Diálogos Diários de Segurança) muitas vezes transformam-se em discursos e palestras, onde as pessoas parecem ouvir, mas na prática estão longe, pensando em outras coisas. O método do Diálogo Comportamental de Segurança, que pode ser aplicado individualmente ou em grupo, inclusive diariamente, aumenta a eficiência do diálogo. As pessoas desenvolvem as suas respectivas competências sobre os riscos, compreendo a percepção e aceitabilidade dos riscos, as habilidades e conhecimentos técnicos, e a disciplina operacional.

Bibliografia
Augusto, N. G.; Alves, J.L. (2011). Segurança Comportamental: Excelência da segurança baseada em comportamentos. Actas I Congresso Internacional sobre Condições de Trabalho. Porto: Universidade do Porto.
Oliveira, L. F., Alves, J. L. L., Domingues, J. (2008). Mudança Orientada por Comportamento: Visão geral do processo e bases conceituais, Revista Petroquímica, 308. Brasil.
Skinner, J. B. (1953). Science and Human Behavior. New York: Macmillan.

* Expressão criada pelos autores deste artigo. A pouca literatura existente sobre este tema, fala em DDS (Diálogos Diários de Segurança) que variam dos DCDS`s pela aplicação dos conceitos da ciência andragógica, nestes últimos. Para a mudança comportamental efectiva devem ser aplicados os DCDS`s.

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…