COMPORTAMENTO DO CONDUTOR E SINISTRALIDADE: ALGUNS NÚMEROS

01 maio 2017
(1 Vote)
Author :   Ana Maria Coroado & Maria João Barros
Citar ARTIGO: Ana Maria Coroado, A. M., Barros, M. J. 2010. Comportamento do condutor e sinistralidade: alguns números. Revista Segurança Comportamental, 2, 30-31 ANA MARIA COROADO | Psicóloga. Unidade prevenção rodoviária da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária; MARIA JOÃO BARROS | Socióloga. Unidade prevenção rodoviária da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

A adopção de comportamentos de risco é transversal às classes etárias, embora perante a variável género as diferenças já se verificam.

Pay to read more
  • Incremento do âmbito da propriedade intelectual da marca “Segurança Comportamental”, aplicados a bens e serviços

    Incremento do âmbito da propriedade intelectual da marca “Segurança Comportamental”, aplicados a bens e serviços

    Âmbito da propriedade intelectual da marca “Segurança Comportamental”, aplicados a bens e serviços, devido à necessidade de maior rigor técnico-científico no mercado. O seu titular pode obstar a que terceiros, sem a sua autorização expressa produzem ou comercializem tais bens ou serviços, e, em certos casos, assegurando que tal conduta pode ser punível em termos criminais. “Segurança Comportamental” encontra-se aberta a contribuir cooperativamente no mercado.

  • A FADIGA NA CONDUÇÃO

    A FADIGA NA CONDUÇÃO

    A fadiga é um aspeto que tende a ser menosprezado, uma vez que a sua conceptualização é de grande complexidade e de uma enorme subjetividade. Cabe ao próprio condutor tirar as devidas ilações do seu estado de cansaço e aferir se, efetivamente se encontra ou não em condições de iniciar ou prosseguir uma viagem. Por enquanto, ainda não existem equipamentos de fiscalização em utilização pelas forças de segurança capazes de diagnosticar o estado de fadiga de um condutor. O presente artigo centra-se, essencialmente, numa visão ampla do estado de sinistralidade rodoviária mundial e nacional, alertando para os vários perigos inerentes à condução, definindo e conceptualizando o conceito relativo a fadiga e elencando uma série de medidas preventivas a tomar por forma a não se incorrer no risco de condução sob efeito da fadiga.

    Pay to read more

  • A ACEITAÇÃO DO RISCO NO DESENVOLVIMENTO DA SEGURANÇA RODOVIÁRIA

    A ACEITAÇÃO DO RISCO NO DESENVOLVIMENTO DA SEGURANÇA RODOVIÁRIA

    Na gestão do risco do sistema rodoviário, as medidas que apontam para a redução do risco podem ser desenvolvidas nas áreas da engenharia e do comportamento humano.

    Pay to read more

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…