Edição 4

Tendo em conta o crescimento da “violência doméstica”, torna-se importante que Portugal desenvolva um entendimento partilhado entre agentes policiais, juízes, instituições de apoio à mulher e programas de intervenção junto ao agressor.

Pay to read more

A geração mais velha de desempregados, percepciona a falta de controlo do seu próprio percurso de vida. Obrigados a sair do mercado de trabalho ainda antes da idade regulamentada, traz sentimentos de fragilidade, inutilidade e até, nalguns casos, de deterioração da sua auto-imagem.

Pay to read more

No sector bancário português, 75,8% dos inquiridos refere ter sido assediado por um superior hierárquico. O assédio moral no local de trabalho foi incluído na Agenda Social Europeia e nas orientações comunitárias como uma prioridade fundamental dos Estados-Membros.

Pay to read more

Os DCDS`s são uma ferramenta educativa que procura aumentar as capacidades dos trabalhadores face à segurança e saúde. A aplicação na prática desta ferramenta deverá ser planeada de forma estruturada e concertada com o programa de segurança e saúde comportamental. Apresentamos quatro passos básicos para que a sua concretização seja eficaz e eficiente: - Caracterização do público; - Definição do objectivo; - Escolha de métodos e técnicas, e por último; - Escolha do tema.

Pay to read more

As emergências surgem de situações inesperadas, pelo que o sucesso na sua mitigação dependerá dos esforços efectuados a montante; em primeiro lugar nas medidas de prevenção (trabalhadores formados, informados e educados) e em segundo lugar na capacidade de previsão e controlo.

Pay to read more

Os fatores de natureza cultural (valores, crenças, etc.) são os que mais sustentavam as resistências à adoção de comportamentos mais seguros. Fatores como os baixos recursos educativos e o número de anos a fazer o mesmo serviço são fontes de resistência (sempre trabalhei assim e nada de grave aconteceu, porquê mudar).

Pay to read more

O exemplo prático do sector eléctrico mostra que os resultados visivelmente significativos em segurança só são conseguidos através do investimento no desenvolvimento da cultura de segurança utilizando um programa comportamental, baseado em diálogo, fundamentado na interdependência, com foco educativo e no desenvolvimento das competências técnicas, geridas pelo SGSST.

Pay to read more
Pág. 1 de 2

Segurança Comportamental

A revista Segurança Comportamental é uma revista técnico-científica, com carácter independente, sendo a única revista em Portugal especializada em comportamentos de segurança.

Social Share

Pagamentos

# # # #


 

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…